Caipirinha

A Caipirinha é o drink mais brasileiro de todos!
Sucesso garantido em qualquer tipo de festa, está presente na maioria dos eventos do país.

Sempre servida gelada, ainda pode ser encontrada como:

  • Caipirinha ou Caipifruta (com cachaça)
  • Caipiroska (com vodka)
  • Caipisaquê (com saquê)   

equipe de bar

 

A receita da caipirinha é simples e muito conhecida por quase todos os brasileiros.
Além da escolha da bebida alcoólica (vodka, cachaça ou saquê), misturam-se os ingredientes:

  • frutas da época
  • gelo
  • açúcar
  • especiarias

As especiarias complementam o drink com um toque especial, chamada de Caipirinha Gourmet pode receber: cravo, gengibre, manjericão, alecrim, hortelã, açúcar de baunilha, cana de açúcar, pimenta dedo de moça e até rapadura.

 

curso de barman

caipirinha de frutas vermelhas

 

Bar de Caipirinha

O Bar de Caipirinha é o ponto de integração da festa com a pista de dança!
Lugar certo para um bate-papo, cumprimentos e sorrisos, é a solução perfeita para que a sua festa seja um sucesso!

Dica: O mobiliario de bar pode ser reto ou redondo (esta escolha depende do local e da decoração da festa).
Os bowls de vidro e os copos (vidraria) complementam a apresentação do serviço de barman.

Confira algumas fotos da Conceito Bar:
receita caipirinha bar de caipirinhas

preparo caipirinha

 

bar de caipirinha sp  bar de caipirinha

 

Agradecimentos: Erick Domingues | Fotos: DL Filmes, Hericles Oliveira e Danilo Máximo.

Bar de Caipirinhas

Investir em bares exclusivos em festas como casamentos, aniversários ou eventos corporativos é essencial para o sucesso do evento. Na Conceito Bar, sempre levamos três regrinhas em consideração na hora de servir nossos clientes:

  1. Sabor

A receita original é feita de Cachaça, Limão Taiti e Açúcar. Parece bem simples, não é? Mas, infelizmente, não é bem assim.

Quando você mistura esses três ingredientes, é preciso que cada um esteja na medida certa, equilibrando o sabor um do outro. Caso erre, a bebida perde a essência agradável e típica da Caipirinha.

É por isso que prezamos pelo sabor de nossos drinks, proporcionando uma experiência única aos nossos clientes.

  1. Diversidade

Na nossa concepção, um bar diversificado – que agrade a diferentes tipos de convidados – é um bar de sucesso.

Imagine chegar numa festa e encontrar um bar que serve somente um tipo de caipirinha. Vivemos numa época em que tudo que é inovador e original é a preferência. Por isso, um cardápio variado de drinks é essencial. Para caipirinhas, por exemplo, oferecemos diversos tipos, com frutas e destilados diferentes, como a Caipirinha de Tangerina, Melancia, Frutas vermelhas, Maracujá e muito mais!

  1. Apresentação

Além do sabor, contamos com uma apresentação exclusiva e sofisticada de nossos drinks. Acreditamos que a aparência do drink deve ser atraente e com design diferenciado para impressionar o cliente até nos mínimos detalhes.

caipirinhas gourmet

A origem da Caipirinha

A Caipirinha é um símbolo cultural brasileiro que não pode faltar nas comemorações. Sua receita, feita de cachaça, limão, açúcar e gelo, é reproduzida nos quatro cantos do Brasil e é reconhecida mundo afora pelos estrangeiros. Inclusive, há quem considere um crime sair do território brasileiro sem provar um gole da nossa bebida de limão.

Faremos uma viagem pela sua história, origens e aprenderemos como servi-la da maneira certa para impressionar o cliente.

Então, vamos lá?

História da Caipirinha

Embora existam relatos de sua origem em diferentes lugares do país, a caipirinha é tradicionalmente originária do interior de São Paulo – mais precisamente na cidade de Piracicaba, porém é impossível contar sobre sua criação sem antes citar como que a Cachaça surgiu e influenciou o mercado econômico Brasileiro.

Como surgiu a cachaça?

No início do Brasil colonial, quando São Paulo era conhecido como a capitania de São Vicente, os escravos trabalhavam arduamente nas fazendas açucareiras.

Parte do processo realizado por eles consistia em moer a cana de açúcar, ferver lentamente o caldo obtido e deixa-lo esfriar em formas. Porém, por conta das longas horas fervendo o caldo, uma parte dele fermentava e dava origem a um melado amargo, que não servia para adoçar, e era descartado rapidamente pelos senhores do engenho: o Cagaço. Ou, como conhecemos hoje, a cachaça.

Com o tempo, a produção da bebida aprimorou e não demorou muito para o destilado sair das senzalas e cair nas graças dos colonizadores. Logo, a bebida passou a ser usada como moeda de troca para os senhores comprarem escravos africanos e, com a chegada de milhares de imigrantes em busca das minas de ouro, o consumo aumentou consideravelmente.

A Cachaça como principal meio econômico

Produtos importados da Europa, como a bagaceira e o vinho português, sofreram uma grande queda no número de vendas. O que não agradou em nada a Corte portuguesa. Inclusive, a partir de 1635, afirmaram que a bebida atrapalhava o trabalho de extração do ouro nas minas, e tentaram proibir a produção e o consumo do produto.  Contudo, a medida não deu certo, e a corte foi obrigada a liberar o consumo da Cachaça, mas, dessa vez, cobrando impostos.

Foi graças a isso que Portugal conseguiu se reerguer após um terremoto que abalou a cidade de Lisboa em 1755. Nesse estágio, a bebida já havia alcançado o nível de requinte necessário para ser consumida em festas e eventos sofisticados da época.

Como surgiu a caipirinha?

A caipirinha surgiu um pouco mais tarde, durante o século XIX, no interior de São Paulo. Para explicar a sua criação, existem duas histórias:

A primeira é que por conta da gripe espanhola – doença que matou cerca de 40 milhões de pessoas ao redor do mundo, entre 1918 e 1919 – a população passou a adicionar a cachaça na receita de remédio caseiro para potencializar o efeito da mistura. Essa receita consistia em Alho, mel, açúcar e limão.  Foi então que, em algum momento desse período, perceberam que a ausência do alho e mel resultava numa bebida saborosa e diferente de tudo que já havia sido provado antes: A Caipirinha.

A segunda história é afirmada pelos historiadores. De acordo com eles, a Caipirinha surgiu muito antes da gripe espanhola, junto com a criação da cachaça. Os senhores de engenho davam o Cagaço para os escravos e os animais consumirem. Os escravos, por sua vez, misturavam o melado com diferentes tipos de frutas, inclusive o Limão. Essa foi a criação das batidas que, mais tarde, quando mais aprimorada, seria a Caipirinha servida nas festas de Senhores e da classe mais rica de brasileiros.

Hoje, a nossa querida receita de cachaça com limão e açúcar é a mais pedida em todas as festas e eventos do país. Inclusive, possui diversos outros estilos e misturas derivados dela, com frutas e bebidas diferentes, como a Caipiroska – Caipirinha feita com Vodka e Limão -, Caipirinhas de saques e frutas variadas, como Kiwi, Morango e Uva.

Origem do nome

Você já deve ter se perguntado o porquê desse nome pelo menos uma vez na vida. Afinal, por quê caipirinha?

Acredite, a origem não é nada inusitada. O nome foi dado simplesmente porque a bebida surgiu no interior paulista, ou seja, é uma bebida de origem Caipira. Com a chegada dela nas grandes cidades, ao invés de apelida-la somente como caipira, preferiram o nome no diminutivo, originando a caipirinha que hoje conhecemos e idolatramos!

 

Pronto! Agora você já sabe tudo sobre o drink mais brasileiro de todos!
Que tal conhecer tudo sobre bar para eventos, neste momento?!